Translate the page here/Traducir la página aquí

domingo, 25 de junho de 2017

Crônica: Censura a gente se por aqui

Resultado de imagem para censura
Leia até o final e se identifique totalmente

A censura nunca acabou aqui no Brasil , conquistamos a democracia , mas a ditadura nunca se foi do Brasil. Nunca admiti ser reprimida , nem nos momentos de raiva , sabendo que a minha segurança estava em jogo, mesmo doente sempre soube dos meus compromissos e brigar pelos meus direitos.
Nunca fiquei sentada atrás de uma mesa , gozando da minha idade avançada , querendo bancar o rei da Burguesia , onde os trouxas dizem amém , sem pensar no próximo. 
Expressar a sua opinião diante da injustiça é besteira , você é reprimido como se não houvesse amanhã , e você saí como errada , e em algumas situações você está errado sim , mas sua convicção pode mudar com um simples diálogos, mas não , vamos reprimir que é o melhor remédio , com a velha frase " que a vida não funciona desse jeito" , mas quem você deu a vida está protegido , e quem não deu a vida como que fica , deixa a mãe ou o pai com o coração na mão pra ver o que vai dar , só porque foi uma ordem , fica fácil quando se mora ao redor do mundo perfeito.
Não importa a idade , não importa o sexo , não importa a condição social , não importa nada , censura nunca teve tantos limites no Brasil , a Burguesia vai reinar , ou um caboclo querendo ser burguês , ou a donzela com seu mundo encantado , ou simplesmente uma menina revoltada que acha que vai mudar o mundo e as pessoas na base do grito , sem saber ser madura e adulta suficiente em saber que o mundo só muda se ela mudar também, e saber colocar o seu valor no mundo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, não seja covarde em mostrar o seu lado também , não seja anonimo covarde